fbpx

Diversidade nas empresas: qual a importância e como gerenciá-la?

(Last Updated On: 18 de maio de 2018)

Estabelecer a diversidade nas empresas tem sido uma das preocupações de muitos gestores, e não é para menos, afinal, ter uma equipe de trabalho com perfis, costumes e idades diferentes, por exemplo, pode ser bastante positivo para o negócio.

Mas além de atrair e contratar profissionais com perfis diversos, é preciso preparar a organização para recebê-los e, dessa forma, manter um ambiente de trabalho respeitoso, saudável e produtivo.

Como anda a diversidade de funcionários em sua empresa? Precisa melhorar esse fator? Quer se aprofundar no assunto? Então, continue a leitura e saiba mais!

O que é a diversidade nas empresas?

Quando se fala em diversidade no ambiente de trabalho algumas pessoas podem imaginar que se trata de critérios de gênero e idade. Entretanto, ela vai além desses dois fatores e também está relacionada às diferenças de cultura, ideais, religião, costumes, raça, inclusão de pessoas com deficiência, entre outros.

Embora o tema da igualdade de gênero esteja em pauta em muitos canais e organizações pelo mundo, ainda é preciso evoluir nesse aspecto. Uma pesquisa do Instituto Ethos mostrou que a presença de mulheres no topo da hierarquia é baixa, alcançando, por exemplo, pouco mais de 10% do quadro executivo.

Apesar da grande diferença dos números, a discussão sobre a diversidade nas empresas é positiva e representa um avanço em inúmeras companhias pelo mundo. Organizações como Johnson & Johnson, BASF e Accenture estão no Top 50 2018 do site Diversity Inc, que analisa o número de mulheres em cargos executivos, o conselho de diversidade, a presença de funcionários LGBT e veteranos, entre outros critérios.

Qual a importância da diversidade nas organizações?

A diversidade contribui positivamente para o negócio. Isso porque trabalhadores com perfis diferentes podem contribuir com ideias e soluções que talvez não seriam possíveis se todos pensassem da mesma forma.

Essa união de funcionários com vivências diferentes estimula a criatividade da equipe e contribui para o resultado do negócio, principalmente em um

 

mercado competitivo e dinâmico como o atual.

 

 

Como promover um ambiente inclusivo?

Ao incentivar a diversidade, a organização demonstra

 

e estimula o respeito às diferenças. Isso pode ajudar, inclusive, a diminuir a rotatividade e a minimizar os conflitos entre os profissionais.

Para alcançar esses resultados é preciso, antes de tudo, promover um ambiente inclusivo. Por isso, é importante trabalhar a conscientização dos colaboradores sobre o assunto — o que pode ser feito com campanhas de endomarketing relacionadas ao tema, com eventos e treinamentos, entre outras estratégias.

A liderança também tem papel relevante nessa missão e deve demonstrar engajamento para construir um time diversificado e que valoriza e respeita as individualidades de cada pessoa da equipe.

O recrutamento é mais um fator significativo para a diversidade. O ideal é que a empresa avalie os candidatos de acordo com as competências deles e não por gênero, idade, raça, opção sexual etc.

O processo para estabelecer um ambiente inclusivo não é simples e não será feito de um dia para o outro. Por isso, é importante disseminar esse conceito e incorporá-lo na cultura organizacional.

A diversidade nas empresas é mais que um preenchimento de quotas para adequação à legislação, ela é uma oportunidade de a companhia valorizar as diferenças, montar equipes mais criativas, produtivas e qualificadas e alcançar um diferencial para o negócio.

E então, gostou do texto? Tem uma opinião sobre o assunto? Compartilhe conosco nos comentários!

 

Deixe seu Comentário