fbpx

Veja como o material de merchandising importa para o impacto visual do negócio

Marketing Promocional
(Last Updated On: 10 de janeiro de 2017)

Você busca as melhores ferramentas e novidades para provocar um impacto visual significativo em seus clientes? Quer atrair mais pessoas para o seu negócio, e obter um ótimo custo-benefício para as suas ações de mercado?

Então, é conveniente que você entenda como o material de merchandising pode ajudar a encantar os clientes e, claro, converter mais vendas. Leia o post descubra como conseguir mais impacto visual para o negócio!

Afinal, o que é merchandising?

O merchandising é o que será responsável pela construção de relacionamentos emocionais entre o consumidor e a sua marca. A aparência é o que vai se destacar ou não no primeiro contato com o ponto de venda.

Esse conceito da área de marketing envolve tudo o que se faz acerca da colocação de um produto ou serviço no mercado: seja uma ação ou um material promocional que vá trazer uma visibilidade mais ampla, podendo influenciar positivamente na decisão de compra de quem for um consumidor em potencial.

Como a metodologia pode aumentar o impacto visual do negócio?

Esse conjunto de artifícios e atividades de marketing fará com que os próprios produtos ou serviços exerçam influência de vendas sobre os consumidores.

As técnicas e ferramentas de merchandising não foram geradas por um perito em marketing, mas pelo julgamento e observação das pessoas no cotidiano.

Quais são as ferramentas mais populares do merchandising?

As ferramentas podem ser diversas, entre equipamentos e técnicas. As mais conhecidas são: displays, cartazes, gôndolas, expositores, móbiles, banners, blisters, totens, etiquetas, entre outros.

Veja alguns pormenores de algumas delas:

Displays

Um bom display pode maximizar o potencial de venda, e para isso deve ser bem produzido, com boas imagens e dimensões. O texto deve ser claro e sintético para provocar o impulso de compra. A peça pode ser permanente (feita sob medida), semi-permanente (por curto período, como seis meses), ou temporária (algumas semanas de campanha).

Melhores Mochilas para Brindes

Os displays podem ser: de chão, independentes e de gôndolas. Há os que otimizam pequenos espaços: de prateleira, para atender as demandas do consumidor; e de balcão, mais exclusivos e até personalizados. Existem ainda os interativos, com multimídia, TV e som — esses são os mais dispendiosos.

Cartazes

O cartaz é a peça mais informativa do merchandising. Ele pode conter o preço, indicações promocionais e características do produto. Mas o importante é o texto “canta-freguês”, que vai apelar à venda, de forma simples e legível.

Gôndolas

São as prateleiras as principais peças para demonstrar os produtos a vender. Nas gôndolas, é válido analisar como será a disposição dos produtos por meio de suas distinções, como tamanho, peso, formato e espaço na prateleira.

Uma gôndola bem posicionada pode gerar impacto positivo na venda dos itens. Com o tempo, o consumidor vai acostumar-se a encontrar o produto de que precisa pela sua localização.

Por que cuidar do cenário, além dos produtos?

A identidade visual construída refere-se ao ponto de venda como um todo: a decoração, o nível de conforto, as luzes, a climatização, os cheiros, etc. Todos esses detalhes podem ser sutis,  todavia colaborarão para o processo de decisão de compra do cliente. Quando o cliente encontra-se na loja, o empreendedor terá poucos minutos para encantar esta pesssoa.

Deixe os produtos impecáveis

É importante evitar resíduos de pó, marcas de envelhecimento, embalagens rasgadas — tudo que passe impressões ruins sobre o que está sendo colocado à venda e como está sendo mostrado.

Ilumine bem o local

Um bom projeto de iluminação pode ajudar a melhorar os resultados de um ponto de venda. A estratégia poderá ser atrativa ao olhar do cliente e destacar as qualidades do produto.

Cuide dos hot points

Os “pontos quentes” da loja, que ficam na entrada ou próximos aos caixas, podem induzir sua clientela a aquisições por impulso. Exponha as mercadoria mais requisitadas na entrada, para surpreender o consumidor. Nos caixas, deixe os artigos mais baratos, acessórios, lembranças e outros itens que o cliente não necessariamente tenha intenção de comprar, mas que poderá levar.

Com o uso de todas essas ferramentas, será difícil que os produtos passem despercebidos pelo consumidor. E, com o interesse despertado pelo impacto visual do material de merchandising, há o impulso às vendas.

Se você gostou das nossas dicas, assine a nossa newsletter!

Posts anterior
Próximo Post

No Comments

Leave a Reply