fbpx

Conheça as principais danças típicas da região norte

dicas, PDV
Conheça as principais danças típicas da região norte
(Last Updated On: 25 de março de 2020)

A região Norte do Brasil é a maior do país, e é constituída por sete estados e apresenta uma cultura bastante diversificada e peculiar.

É uma das regiões mais ricas culturalmente do Brasil, com forte influência dos povos indígenas e africanos, por isso, as manifestações artísticas locais são bem coloridas, têm muitos ritmos, sabores, danças e etc. 

A música e a dança são as manifestações de maior abrangência cultural característico do norte. A movimentação de forte presença sempre acompanhada de uma música singular, faz da dança um espetáculo.

As danças típicas da região norte do Brasil são uma mistura de ritmos latinos e africanos, bem sincronizadas e muito alegres.

Ficou interessado em saber mais? Então confira nossa matéria de hoje. Vamos explorar as danças típicas mais populares da região norte.  

Danças típicas mais populares da região norte

A história das danças dos estados do norte teve influência dos povos africanos, indígenas e até mesmo portugueses. A maior região do país apresenta manifestação cultural de maior afluência a dança, que se destaca pela beleza, tradição e popularidade. 

A seguir, confira as principais e mais populares danças da região norte.

Maçarico

Uma das danças mais conhecidas da região do Amazonas. Leva esse nome em alusão ao pássaro Maçarico, muito comum na fauna regional.

A comparação é em razão dos movimentos da dança lembrarem o caminhar rápido do pássaro.

Os dançarinos ficam organizados em pares e desenvolvem a coreografia constituída por cinco diferentes movimentos. Os pares dançam, ora entrelaçados, ora soltos, e dão passos corridos para frente e para trás, deslizes laterais, volteios rápidos e rodopios ligeiros. 

A música é executada em sanfona ou acordeão, viola, violão, rabeca, tambores pequenos.

 Os versos são cantados pelos próprios dançarinos, normalmente são puxados pelas mulheres. A coreografia segue exatamente o que diz a letra no momento do coro. E as roupas são um espetáculo de cores e detalhes. 

Carimbó

O Carimbó é dança típica do Pará e é tão característico que é considerado Patrimônio Cultural do Brasil pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). 

O nome da dança tem origem indígena Curi (pau oco) e M’bo (furado), e remete ao instrumento de percussão parecido com um tambor que é utilizado durante as apresentações. 

Os dançarinos vestem como de costume nas danças do norte trajes coloridos e muito bem elaborados. As mulheres usam uma saia longa estampada e trabalhada, com uma blusa rendada e igualmente detalhada e acessórios pendurados. Os homens geralmente usam calça longa e sem camisa.

Os movimentos da dança são rápidos e envolventes.

Inicialmente os casais ficam enfileirados, até que os homens batem palmas para as suas companheiras, isso é um convite para dançar. As mulheres cedem e começam um volteio circular, movimentando as saias, com a intenção de jogá-las sobre o rosto de seu parceiro para que ele saia da dança.

Marujada

Outra dança típica do Pará, a Marujada de Bragança, originou-se dos escravos africanos que habitavam na região. 

A dança que é a celebração da festa de São benedito é, também, reconhecida pela disciplina e organização e acontece em em três ocasiões: Natal, dia de São Benedito e no dia 1º de janeiro.

Powered by Rock Convert

Ela é composta por sete tipos de danças diferentes: o xote bragantino, a zabumba, o retumbo, a valsa, bagre, chorado e mazurca. Por isso, a coreografia é de distintos tipos de movimentos.

Composta principalmente por mulheres, recebem o nome de marujas, que saem às ruas em homenagem ao santo vestidas de branco e vermelho e os homens, os marujos, de calça e camisa brancos. Chapéus enfeitados com flores e fitas também são acessórios obrigatórios.

Eles bailam pela cidade, reproduzindo o gesto de um barco na água. As mulheres ordenam a dança e os homens participam com os instrumentos musicais, como tambores e violinos.

Lundu de Marajoara

Lundu Marajoara é uma dança também do pará, com forte influência africana, é muito sensual e envolvente, pois a intenção dela é mostrar o convite do homem para ter um encontro sexual com a mulher. 

A dança de Lundu Marajoara é composta por movimentos rotacionais; enquanto a mulher dança sensualmente, mexendo o quadril, o homem vai acompanhando como se estivesse admirando e desejando-a, dançando em volta da mesma. 

As mulheres vestem saias coloridas e blusas rendadas. Já os homens vestem calças preferencialmente branca. 

Essa dança utiliza instrumentos como o banjo, cavaquinho e clarinete.

Desfeiteira

Famosa dança do Amazônia, essa dança é realizada por casais que dançam de forma livre e os dançarinos devem apenas passar pelo menos uma vez de frente para a banda musical.

Se a banda parar a música no momento em que o casal estiver passando, o homem ou a mulher tem que declamar versos improvisados, caso contrário, será vaiado e terá que pagar uma prenda, ou seja, o par será desfeito.

Durante a dança, os pares enlaçados circulam livremente pelo salão. A única obrigatoriedade é passar, cada par por sua vez, diante do conjunto musical.

A Banda toca alegremente  valsas, polcas, sambas rurais, chulas amazonenses, mazurcas, xotes etc. 

Marabaixo

É a maior manifestação artística do Amapá, é uma dança ritualística, de origem africana.

A dança simula de forma profana a festa do Divino, sob o ritmo de tambores ou das chamadas caixas, com movimentos rápidos e vigorosos, inspirados na capoeira.  

As mulheres vestem saias longas, rodadas e bastante coloridas e os homens shorts e camiseta. 

Marambiré

É uma dança de muita representatividade histórica.  Ela representa a comemoração dos negros, especialmente dos povos africanos, após a abolição da escravidão

Ela é caracterizada por um cortejo, uma marcha, um festejo sincrético, que mistura a religião e o profano. Ela é realizada por duplas.

Camaleão

Em pares separados, que dançam diferentes passos chamados jornadas, que formam duas fileiras de mulheres e homens, que terminam a coreografia exatamente como se inicia. 

Os homens se vestem de fraque de abas, colete, meias longas, gravata e sapato preto, e as mulheres saias longas, meias brancas, sapatos e blusas folgadas. 

Os instrumentos utilizados na música são o violão, cavaquinho e rabeca.

O Norte do país é sem dúvida uma região rica em tradição e super interessante. Gostou do post? Gostaria de conhecer mais sobre essa cultura? Deixe seus comentários.

Posts anterior
Próximo Post

No Comments

Leave a Reply