fbpx

PDV Moderno

PDV
(Last Updated On: 17 de novembro de 2016)

Com a competitividade e amplitude de opções disponíveis no mercado, o PDV se torna cada vez mais um forte aliado. Hoje, as lojas não podem ser apenas pontos-de-venda. Elas devem ser encaradas como pontos de relacionamento, em que a preferência do cliente por preços mais baixos sai de cena e dá espaço à valorização de outros elementos como atendimento, percepção de marca, conforto, qualidade e conveniência.

Sem perder os elementos tradicionais como preço, promoção, localização estratégica e variedade de produtos adequados, o PDV agora precisa somar outros valores como serviços para os clientes, ter produtos e atendimento de qualidade, customização, e ser uma marca multicanal, que possibilite que o consumidor encontre o item desejado onde for mais conveniente. Ou seja, o produto vai até o consumidor, o PDV se tornou mais flexível e menos estático e o digital criou variadas novas possibilidades.

Quando o foco não é só a venda, entretanto envolve relacionamento, um leque de informações conceituais aumenta a ligação afetiva do consumidor com a marca e pode ser explorado mais a fundo. A experimentação não tem só função de divulgação ao novo consumidor, mas, aparece como uma ferramenta a mais para a interação com o público.

Nas lojas da Fnac, os visitantes sentem-se à vontade para experimentar os produtos. O relacionamento com os clientes faz parte do DNA da marca francesa. As lojas são lugares para compartilhar experiências, testar uma câmera fotográfica, ouvir um cd antes de comprar, ler um livro. Isso faz parte da estratégia de marketing de deixar o cliente à vontade, tirando o peso da compra.

Melhores Mochilas para Brindes

Nas lojas da Havaianas, por exemplo, os clientes encontram muito mais do que as famosas sandálias de borracha. Os produtos são expostos de acordo com o conceito de cada linha e transmitem a personalidade da marca. O maior exemplo disso é o Espaço Havaianas, na Oscar Freire, em São Paulo. A loja conta com a linha completa, produtos exclusivos para o mercado exterior, lançamentos e customização.

As lojas da rede são ambientadas para criar uma atmosfera confortável, desde o design, mobiliário especializado, até o carpete, onde, não raro, é possível ver consumidores sentados lendo revistas e livros.

Mas, nos pontos-de-venda, além de funcionários preparados para atender os consumidores, é importante também que o cliente não dependa de vendedores. Encontrar um ponto de equilíbrio para não exagerar na quantidade de informações é essencial. Criar um ambiente ideal para que o mesmo encontre as opções que procura, através de materiais e um PDV bem elaborado, o primeiro contato com o consumidor dá-se por um atendimento mudo.

Quanto mais merchandising no PDV, menos a pessoa percebe. É necessário organizar uma loja, uma gôndola de forma a esclarecer mais sobre o produto. E quando necessário mais detalhes, um trabalho bem feito de treinamento de promotores fará toda a diferença.

Posts anterior
Próximo Post

No Comments

Leave a Reply