fbpx

O que é benchmarking? Conheça os 5 tipos

dicas, Marketing Promocional
O que é benchmarking? Conheça os 5 tipos
(Last Updated On: 12 de agosto de 2020)

Para se manter competitivo dentro do mercado, é essencial ficar por dentro das principais tendências e estratégias. E nesse sentido, saber o que é benchmarking é fundamental. 

Essa é uma estratégia de pesquisa mercadológica amplamente utilizada por empreendedores iniciantes, mas também por aqueles que já possuem algum tempo no mercado.

Isso porque, ela oferece uma série de informações cruciais para o desenvolvimento e aperfeiçoamento de processos, produtos e serviços. 

Mas afinal, o que é benchmarking?

Benchmarking, traduzido para português significa ponto de referência. Basicamente essa é uma metodologia de pesquisa que avalia empresas (do mesmo segmento ou não), bem como seus serviços, produtos e operações. 

Através dele, o empreendedor consegue obter um ponto de comparação entre o seu negócio e os concorrentes. Nessa estratégia de monitoramento, são realizadas várias etapas, desde análise até mensuração dos dados coletados.

De maneira geral, ela envolve primeiramente a identificação de fatores que afetam diretamente os resultados da empresa. Posteriormente, são definidas métricas e indicadores, e então dados da empresa e de concorrentes são comparados. 

A partir disso são definidas as ações que serão usados pela equipe de marketing, de modo a melhorar o posicionamento da empresa no segmento, bem como seus resultados de forma geral. 

Inclusive, esse método pode ser utilizado em conjunto com diversas estratégias de marketing digital,  de maneira a aumentar a autoridade da marca também dentro do mundo digital. 

Tipos de benchmarking 

Além de entender o que é benchmarking é importante ter em mente que existem vários tipos dessa estratégia. E abaixo nós explicamos mais sobre cada um deles.  

  1. Bench interno

O bench interno tem como foco os departamentos e setores da própria empresa. Ele é amplamente utilizado quando a organização deseja otimizar as operações, criar melhores práticas dentro de uma nova unidade, ou até mesmo implementar novos processos.

Através dessa estratégia com foco interno, é possível identificar quais são as equipes que geram mais resultados, e até mesmo as condições que levam a eles. 

Por exemplo, dentro de um e-commerce o bench interno poderá avaliar desde o setor de marketing até o de atendimento para verificar os níveis de produtividade.

  1. Competitivo

No caso dessa estratégia de benchmarking, o foco é nos concorrentes. Logo, o ponto de referências serão os resultados deles. 

Aqui, o principal objetivo é justamente medir o desempenho da concorrência de modo a avaliar se a empresa está atingindo o mesmo nível de resultados, se está abaixo, se é possível alcançar ou até mesmo ultrapassar,

Importante ressaltar que nesse tipo de estratégia, mas também em todos os demais, é essencial seguir alguns princípios básicos, que são: 

  • Legalidade: os dados só devem ser obtidos e utilizados de forma totalmente legal e com transparência;
  • Troca de informações: ao solicitar dados mais aprofundados ou específicos vale oferecer informações do seu negócio em troca;
  • Segurança e confiabilidade: as informações obtidas devem ser utilizadas apenas para aprendizado, análise e desenvolvimento, e sempre devem ser mantidas em segurança;
  • Profissionalismo: o ideal é que o benchmarking sempre seja realizado entre profissionais específicos de cada instituição para criar assim uma rede de contato;
  • Saiba exatamente o que é necessário: ao realizar essa estratégia, levante previamente todas as informações que serão necessárias e a justificativa para que elas sejam utilizadas. 

Além disso, tenha em mente que no caso do modelo competitivo, existem vários tipos de dados que podem ser solicitados. De modo geral, informações de faturamento e crescimento são as mais utilizadas.

Mas dependendo do tipo de empreendimento, outras adicionais podem ser usadas, desde que elas tenham sido fornecidas de maneira legal. Entre os indicadores que podem ser usados estão:

  • Ticket médio;
  • Índice de fidelização;
  • Volume de devoluções;
  • Taxa de conversão (no caso de dados referentes a atuação online);
  1. Genérico

A benchmarking genérico é uma versão mais ampla dessa estratégia de comparação. Isso porque, ela pode ser aplicada em empresas que tenham processos parecidos, mas que não concorrentes diretos e muitas vezes não estão nem no mesmo mercado. 

Mesmo com produtos e serviços distintos, a comparação é válida para encontrar práticas que podem ser melhoradas, uma vez que, mesmo com os empreendimentos atuando de formas distintas, eles possuem vários processos parecidos. 

  1. Colaborativo 

O benchmarking colaborativo é realizado através de uma parceria. Ou seja, duas ou mais empresas concordam em trocar dados e experiência, de formas que todas as envolvidas sejam beneficiadas de alguma forma com as informações. 

De forma geral, esse tipo de estratégia é utilizada por empresas que possuem atuações complementares. Dessa forma, a parceria pode promover o crescimento de ambas. 

Por exemplo, vamos supor que uma empresa seja focada em atendimento e a outra em vendas. Ao trabalharem em conjunto no benchmarking, elas podem comparar e analisar cases e ações desenvolvidas e assim identificar pontos de referência em comum para ambas aperfeiçoarem seus processos e assim crescerem. 

  1. Funcional

Já na versão funcional dessa estratégia, o principal objetivo é identificar e analisar etapas que possam ser aplicadas em qualquer tipo de empresa, independentemente do segmento ou porte. Ou seja, mesmo que os empreendimentos não sejam concorrentes diretos, não estejam no mesmo mercado ou até mesmo não tenham qualquer semelhança, essa estratégia pode ser aplicada de forma efetiva. 

E existem vários processos que podem passar por esse tipo de estratégia, de modo a se identificar melhorias nas operações. Por exemplo, a gestão financeira é algo em comum em todas as empresas. 

Todo empreendimento precisa controlar as finanças de forma efetiva para garantir a saúde financeira e os bons resultados. Logo, é possível partir de exemplos dos mais diversos segmentos, desde gigantes da tecnologia até do varejo. 

Esses são os 5 tipos de benchmarking que você pode utilizar dentro do seu negócio. Inclusive, vale ressaltar que dependendo do tipo de estudo que você deseja realizar, mais de um pode ser utilizado justamente para trazer uma gama de informações maior, e assim promover um aperfeiçoamento mais efetivo dentro do seu empreendimento. 

Gostou de saber sobre o que é benchmarking? Quer ficar por dentro de outras estratégias para melhorar os resultados da sua empresa? Então não deixe de assinar a nossa newsletter.

Posts anterior
Próximo Post

No Comments

Leave a Reply