fbpx

Campanha de e-mail marketing: como otimizar a sua?

Marketing Promocional
(Last Updated On: 13 de agosto de 2020)

Quais estratégias você utiliza para atrair e converter os seus potenciais clientes? A campanha de e-mail marketing está na sua lista? Se ela não está, saiba que você pode estar deixando uma ferramenta poderosa de lado!

Segundo uma pesquisa da Gigaom, onde foram ouvidas as opiniões de profissionais do setor de marketing, a estratégia de e-mail marketing é a mais eficaz na atração, conversão e retenção de clientes. Então, nada de deixá-la de lado!

Mas para utilizar essa estratégia de forma eficiente e buscar os melhores resultados possíveis, primeiro é preciso entender e otimizar a campanha. Para isso, criamos esse artigo, com dicas valiosas que te ajudarão a alcançar o sucesso de seu negócio. Então, vamos começar?

Qual a função do e-mail marketing?

A campanha de e-mail marketing é uma ótima técnica para manter os seus contatos por dentro das novidades da marca. No marketing de conteúdo, o foco está no cliente e é preciso fornecer materiais ricos em conhecimento e informação. Dessa forma, o e-mail marketing deve servir para enviar conteúdos relevantes para seu público-alvo.

Imagine que um consumidor está começando a reconhecer um problema existente. Ele procura por informações que o ajudem a entender essa questão e, posteriormente, formas de resolvê-la. Desde o primeiro contato até a decisão de compra, muitas informações serão buscadas, em vários estágios. O que isso te faz lembrar? O funil de vendas!

Isso mesmo. Você pode — e deve! — alinhar o funil de vendas com sua campanha, segmentando o público de acordo com a necessidade e estágio de conhecimento.

Como usar o funil de vendas?

O funil de vendas funciona como uma segmentação do seu público-alvo. Você consegue criar diferentes grupos e alocar os potenciais clientes em cada um, de forma a criar estratégias específicas para cada estágio.

Descoberta, ou topo do funil

No topo do funil está concentrada a maior quantidade de potenciais clientes. São todas as pessoas que podem ter interesse nas soluções que sua empresa oferece. Leia bem: podem ter interesse. Não significa que todos eles serão convertidos em clientes reais da marca.

No topo, os consumidores podem ainda nem saber que têm um problema e, portanto, não buscam uma solução. Então, é dever do marketing apresentar as possibilidades e oportunidades, com muito conteúdo relevante, falando de uma maneira geral e simples, sem entrar em termos técnicos e específicos.

Nesse estágio você deve buscar dados dos seus potenciais clientes, conhecendo suas características, preferências e necessidades. Assim, as estratégias poderão ser mais eficientes.

Consideração, ou meio do funil

No meio do funil os consumidores já possuem um certo conhecimento sobre suas necessidades e oportunidades. Agora, eles querem tirar dúvidas específicas para embasar a decisão de compra.

Portanto, nessa fase os conteúdos devem ser mais explicativos, aprofundados sobre o universo das soluções propostas.

Decisão, ou fundo do funil

O fundo do funil é o último estágio do processo. Aqui, os potenciais clientes já conheceram o problema, enxergaram as oportunidades, tiraram as dúvidas e buscam as melhores ofertas no mercado.

Se todo o processo foi feito de forma correta, sua empresa possui dados suficientes para abordar o lead de forma eficaz.

Tudo bem, mas como o funil de vendas se relaciona com a campanha de e-mail marketing? Essa é a grande questão. Como falamos, o e-mail marketing consiste em alimentar os seus contatos com material relevante. Não adianta enviar um material técnico, com termos específicos para um consumidor que está no início do conhecimento sobre as soluções.

Melhores Mochilas para Brindes

A ideia é utilizar os estágios do funil e criar e-mails específicos, para cada um deles. Por exemplo:

  • topo do funil: criar e-mails com conteúdo geral, sem aprofundar sobre as soluções. O material deve evidenciar o problema, mostrar ao consumidor que ele possui essa dor e que precisa resolver. Junto a isso, você pode mostrar os ganhos que o contato pode obter, gerando maior interesse e envolvimento;
  • meio do funil: com os contatos mais interessados e em busca de saber mais sobre as soluções, os e-mails já podem ser mais específicos. Lembre-se de que, nesse estágio, você deve tirar dúvidas. Então, crie materiais esclarecedores, com os principais questionamentos do público-alvo;
  • fundo do funil: seus leads já estão qualificados e convencidos de que eles têm um problema e precisam resolvê-lo para alcançar alguns benefícios. Nesse momento, eles avaliam as ofertas disponíveis, comparando as soluções de diferentes empresas. É muito interessante criar e-mails com casos de sucesso, evidenciando o que os seus clientes conquistaram ao optar pela sua marca.

Com essa segmentação, você será capaz de enviar o conteúdo certo, para a pessoa certa, no momento certo. Isso aumentará bastante a sua taxa de conversão e o interesse dos seus consumidores em continuar recebendo os e-mails. Ou seja, você será capaz de fidelizar seus clientes.

Como otimizar a campanha?

Agora que você já entendeu a importância do e-mail marketing e como alinhá-lo ao funil de vendas, confira as dicas que separamos para que consiga otimizar a sua campanha:

1. Invista em conteúdos ricos

Não envie materiais pobres, com pouco conteúdo relevante. Capriche na criação, desenvolva bons textos, faça boas pesquisas. Só dessa forma você atrairá a atenção dos leads. Lembre-se de que se eles não encontrarem respostas para seus anseios nos e-mails, eles podem simplesmente cancelar o recebimento e procurar um concorrente.

Então, invista em conteúdos ricos e relevantes.

2. Busque dados dos contatos

Valorize cada interação com os contatos. Não esqueça que o último contato, quando a decisão de compra estiver tomada, pode ser uma ligação telefônica ou contato pessoal. Então, quanto mais informações sobre o lead, melhor e mais eficiente será a estratégia.

Por isso, lembre-se de buscar os dados relevantes, mas sem exagerar!

3. Monitore sua campanha

Avaliar o desempenho de suas atividades é muito importante para descobrir se os seus objetivos estão sendo alcançados. Criar ações e não avaliar seu andamento pode fazer com que você perca tempo e dinheiro.

Analise os principais indicadores da sua campanha e faça um acompanhamento frequente.

Quais estratégias usar?

Campanhas desse tipo permitem criar estratégias efetivas, com foco na necessidade do cliente. Alinhando essa ideia com o funil de vendas, é possível entender o momento que o potencial cliente está passando e entregar o melhor conteúdo.

Por isso, ao criar uma campanha, sempre construa o material pensando nos diferentes estágios do funil. Invista em conteúdos ricos, busque dados relevantes a respeito dos contatos e monitore as etapas.

Dessa forma, você conseguirá criar estratégias eficientes e alcançar os objetivos desejados.

Gostou de aprender sobre otimização da campanha de e-mail marketing? Então compartilhe em suas redes sociais e divida este conhecimento com seus amigos.

 

 

Posts anterior
Próximo Post

No Comments

Leave a Reply